O cultivo da fé e seus benefícios

Cultivar a fé é algo que precisamos fazer constantemente, com perseverança, pois quando vier o Filho do homem, “porventura achará fé na terra?” (Lc 18:8).

Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar com QR CODE

A Bíblia deixa claro que precisamos ter fé, “pois sem fé é impossível agradar a Deus” (Hb 11:6). Contudo, a fé não é estática, ou seja, não basta apenas ter fé, é preciso também cultivá-la. Os acontecimentos atuais trazem-nos a necessidade de cultivarmos a fé — para que hoje ela seja mais forte que ontem, e amanhã ela seja mais forte que hoje. Isto se faz necessário porque a fé vai sendo cada vez mais exigida para enfrentarmos os embates desta vida — e esta é a vitória que vence o mundo, a nossa fé (1Jo 5:4). Em nós, a semente da fé espera para ser cultivada e crescer, e com a fé fortalecida, poderemos avançar e conseguir grandes coisas, pois tudo é possível ao que crê (Mc 9:23).

A palavra fé, traduzida do original, nos fala de convicção, confiança, firmeza, fidelidade... Consequentemente, a fé vem pelo ouvir, o ouvir da mensagem proveniente da Palavra de Deus (Rm 10:17). No capítulo 5 do Evangelho de Marcos, vemos que certa mulher, doente há doze anos, “ouvindo falar de Jesus”, veio por detrás, entre a multidão, e tocou-Lhe as vestes. A fé capacita-nos a dar respostas prontas e seguras de acordo com a necessidade do momento, e a seguir, listamos três consequências provenientes da fé e as razões para cultivá-la.

1. A fé nos faz continuar. A mulher, apesar de doente e diante dos obstáculos, não desistiu. Várias eram as dificuldades; a multidão, a sua condição física, a sua condição emocional, a sua condição financeira, mas nada disso a impediu de chegar até Jesus. E depois de tantas tentativas e experiências frustradas, não seria surpresa se ela tivesse desistido, mas mesmo com as esperanças reduzidas, a fé daquela mulher a fez seguir em frente e continuar. Insistindo, talvez achando que aquela poderia ser a sua última tentativa, encheu-se de fé e alcançou Jesus. — "Se você perdeu tudo nessa vida, menos a fé, então você não perdeu nada".

2. A fé nos faz agir corretamente. A fé que fez aquela mulher não desistir, chegar até Jesus e tocá-lo, foi a mesma que a convenceu de que não poderia chegar até Cristo e mentir. A fé genuína não é interesseira; não pensa em receber bênçãos e milagres, dar as costas e ir embora, mas busca relacionar-se com Deus, Aquele que tudo vê e tudo sabe. Ela poderia simplesmente ter ido embora, pois logo após tocá-Lo, percebeu que havia sido curada, mas a fé daquela mulher foi completa, em Cristo Jesus, agindo com sinceridade perante Ele.

3. A fé nos dá a graça do milagre. Como podemos ver, a fé foi o que possibilitou a realização do milagre na vida daquela mulher, pois várias pessoas cercavam Jesus, mas somente o seu toque de fé fez de Cristo sair virtude. Por meio da fé, obtemos o milagre de Deus.

O texto nos mostra que, a exemplo daquela mulher, que cultivou a sua fé, acreditou, venceu as dificuldades, chegou até Jesus e recebeu Dele o milagre, também nós devemos estar cultivando a fé para podermos seguir em frente, agir de forma correta e contemplar as bênçãos e milagres que o Senhor tem nos concedido — e o maior deles é a nossa salvação.

Que o Senhor fortaleça a nossa fé para que sejamos capazes de vencer as dificuldades, superar as barreiras e seguir em frente confiantes na pessoa do Senhor Jesus Cristo.

Postagem original: A necessidade de cultivarmos a fé

Comentários