PUBLICIDADE
Holder Engenharia
Rio Grande do Norte, 13 de Agosto de 2022
COMPARTILHE

Chuva de meteoros Líridas iluminará os céus entre terça e quarta

20/04/2020 03:16 | 3 min de leitura
PUBLICIDADE
Jobs Coworking - Escritório Compartilhado



A Terra está passando pelo rastro do cometa Thatcher, mas será entre a noite da terça (21) e a madrugada da quarta (22) que passaremos pela região mais densa dessa trilha

A noite desta terça-feira (21), e madrugada da quarta-feira (22), é a melhor oportunidade para fazer um pedido para uma estrela cadente – já que o céu estará cheio delas. É das 22h50 da terça até os primeiros raios do sol da quarta o pico da chuva dos meteoros Líridas, formada pela "nuvem" de fragmentos do cometa Thatcher, que a Terra travessa anualmente mais ou menos nessa época.

Se não quiser ficar a noite toda observando o céu para testemunhar o fenômeno, você pode acordar por volta das 2h da manhã e ficar atento até começar o dia a clarear. O radiante dessa chuva de meteoros fica na Lira (daí o nome "Líridas"), que fica na região Norte do Céu, e pode apresentar até 18 meteoros por hora.

"Aqui no Brasil, quanto mais ao norte estiver o observador, mais meteoros terá chance de ver”, explica o astrônomo Marcelo Zurita, diretor técnico da Rede Brasileira de Observação de Meteoros. “Pessoas em Roraima ou Amapá, em condições ideais poderão observar até 15,3 meteoros por hora. Em Brasília, serão até 11,6, no Estado de São Paulo, 9,9 e para os moradores do extremo Sul do Rio Grande do Sul, apenas 7,2 meteoros por hora", completa.

Os meteoros já são visíveis desde o último dia 16, e podem ser observados sem a necessidade de equipamentos especiais. Em ambientes urbanos, a visualização pode ser atrapalhada pela quantidade de luz artificial, então quanto mais isolado você estiver, mais completo será o espetáculo.

"Esse ano, a Líridas será favorecida pela ausência de Lua, que estará praticamente em fase nova, o que permitirá um céu mais escuro, facilitando a observação dos meteoros", afirma Zurita. Para acompanhar os próximos fenômenos que acontecerção ainda este mês, confira nosso calendário astronômico de abril.

Com informações: Olhar Digital