Ufersa vai oferecer graduação para pessoas privadas de liberdade

Serão ofertados 18 vagas no Curso de Licenciatura em Matemática a Distância

Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar com QR CODE
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A Universidade Federal Rural do Semi-Árido, por meio do Núcleo de Educação a Distância, o NEaD, vai oferecer curso de graduação para pessoas privadas de liberdade. É que a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – Capes, aprovou a oferta de 18 vagas no Curso de Licenciatura em Matemática a Distância, ofertado pelo NEaD da Ufersa pelo sistema Universidade Aberta do Brasil – UAB.

A oferta das 18 vagas é a primeira ação relacionada ao Acordo de Cooperação Técnica firmado entre a Ufersa, a Penitenciária Federal de Mossoró e a Corregedoria Judicial da Penitenciária Federal. O objetivo é contribuir para o processo de reinserção e resgate social dos apenados.

O acordo foi firmado em agosto de 2019, pela gestão passada, porém só começou a ser executado devido ao empenho da reitora da Ufersa, professora Ludimilla Oliveira, que preside também o Conselho da Comunidade da Penitenciária Federal de Mossoró e da Pedagoga da Penitenciária, professora Jussara Oliveira.

“Destacamos o caráter inovador da iniciativa tanto no que se refere ao tipo de curso ofertado, Licenciatura em Matemática, quanto à quantidade de pessoas privadas de liberdade que serão atendidas”, destacou a coordenadora do NEaD, a Kátia Cilene da Silva Moura. “Essa conquista representa um passo importante para a retomada do crescimento da EaD na universidade, além de reforçar o compromisso da Ufersa com a inclusão social e seu papel como instituição socialmente responsável na região onde atua”, complementou a professora Kátia Cilene.